Esclareça suas dúvidas e veja como participar

Objetivos do programa

Dar protagonismo às bibliotecas públicas, incentivar a mediação da leitura e propagação da literatura brasileira são importantes papéis da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. O programa Viagem Literária atua para cumprir esses objetivos desde que foi criado em 2008, oferecendo uma programação cultural qualificada e diversificada aos cidadãos das comunidades onde acontece. Anualmente dezenas de cidades paulistas são contempladas com uma programação que leva escritores, escritoras e contadores de histórias para conversar com públicos de todas as idades. Todos os eventos são gratuitos à população e devem ser realizados na biblioteca pública municipal. 

Processo de seleção

O programa é contínuo há mais de uma década. Não é publicado edital e sim um chamamento para que os municípios manifestem seu interesse em participar da edição do ano em curso, indicando uma biblioteca local. Em todos os anos ocorre a substituição de cidades que apresentaram baixo desempenho ou deixaram de cumprir as contrapartidas definidas pelo programa, abrindo oportunidades de ingresso para outras candidatas. No primeiro trimestre é amplamente divulgado por e-mail, sites e redes sociais o convite para que os municípios interessados apresentem sua Manifestação de Interesse. Cada cidade pode indicar apenas uma biblioteca.

Manifestação de interesse

Neste documento que deve ser renovado anualmente são solicitadas informações completas sobre a prefeitura, biblioteca, localização, espaço disponível, dados dos representantes, além da anuência às contrapartidas exigidas pelo programa. Todos os municípios interessados, inclusive os que participaram no ano anterior, devem preencher o formulário. Os dados servem para a seleção e planejamento das atividades a serem desenvolvidas no ano em curso.

O formulário estará disponível em breve.

Contrapartidas

O cumprimento das contrapartidas é imprescindível para que o programa Viagem Literária alcance seus objetivos, preserve sua qualidade e norteie a relação de parceria que se estabelece com as bibliotecas públicas municipais. A Manifestação de Interesse pressupõe o comprometimento da prefeitura com o cumprimento das contrapartidas do programa e subsidiará as avaliações sobre a permanência dos municípios nas próximas edições do programa.

CONTRAPARTIDAS - MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE

  1. O município deve ter uma biblioteca pública municipal em pleno funcionamento;
  2. O município deverá enviar ofício assinado pelo prefeito aderindo ao programa, comprometendo-se formalmente com suas contrapartidas, em resposta ao convite da Unidade de Difusão Cultural, Bibliotecas e Leitura da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo às cidades selecionadas para integrar o programa em 2018;
  3. Os eventos deverão ser realizados obrigatoriamente no espaço da biblioteca. Excepcionalmente, por motivos justificados e sempre com a concordância formal e previa da SP Leituras, os eventos poderão ser realizados em outro espaço;
  4. A biblioteca pública municipal indicada para sediar as ações do programa deverá ter informações sobre a unidade atualizadas até o ano de 2017 na plataforma www.bibliotecaspaulistas.sp.gov.br;
  5. O equipamento deverá dispor de, pelo menos, dois funcionários responsáveis pelo programa no município, sendo que um deles tem que, necessariamente, trabalhar na biblioteca. Os nomes, cargos e contatos dos funcionários devem ser especificados nesta Manifestação de Interesse e confirmados no ofício de adesão ao programa;
  6. A biblioteca deve oferecer estrutura mínima para proporcionar conforto ao público e aos convidados, sendo obrigatória a disponibilização de microfone(s) e caixa(s) de som. Se houver necessidade de outros recursos, como computador e projetor, a biblioteca será informada com antecedência;
  7. O município se compromete com a aquisição de livros dos convidados (autores e/ou contadores de histórias) que visitarão a cidade, procurando ter à disposição dos usuários da biblioteca, pelo menos, dois exemplares de cada título publicado. Quando a obra completa do(s) convidado(s) for muito extensa, recomenda-se ter, pelo menos, três títulos diferentes.
  8. O município deve se comprometer em viabilizar a participação de, pelo menos um representante, caso sejam realizadas atividades do programa Viagem Literária 2018 na cidade de São Paulo;
  9. O município deve se comprometer em apoiar a participação da(s) equipe(s) da(s) sua(s) biblioteca(s) nas atividades de capacitação promovidas pelo SisEB e SP Leituras na sua cidade e região durante o ano de 2018, incluindo o Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias (Seminário Biblioteca Viva), a ser realizado em São Paulo. A programação atualizada de cursos, oficinas, palestras e outras ações está disponível em www.siseb.sp.gov.br
  10. O município se compromete em promover a divulgação local do programa utilizando, além do material gráfico e digital disponibilizado pela SP Leituras, as mídias disponíveis na cidade ou região (rádio, jornais, sites, redes sociais etc) e outros recursos, tais como faixas, banners, filipetas, carros de som, entre outros. A comprovação será feita mediante apresentação de fotos, vídeos, clipping e outros, anexados ao relatório;
  11. Comprometer-se com envio, nos prazos estipulados pela SP Leituras, dos relatórios e fotos que comprovem e demonstrem a participação do público no(s) evento(s) realizado(s);
  12. Dar prioridade ao atendimento de estudantes da rede pública de ensino no caso de agendamento escolar.
Equipe local
 A prefeitura e/ou biblioteca deverá indicar 2 profissionais que coordenarão as atividades locais. Pelo menos, um profissional deverá participar do Módulo Inicial a ser realizado em São Paulo. Não haverá reembolso de despesas de viagem. Apenas será fornecido almoço no dia do evento.
Divulgação

É todo o esforço de comunicação realizado para que as pessoas fiquem sabendo que a biblioteca local está sediando uma das mais importantes ações de incentivo à leitura do Estado de São Paulo. É um convite para que todos compareçam e prestigiem os eventos que acontecem na sua biblioteca. A finalidade é informar e levar o público até a biblioteca.

Preparação de público
São ações de mediação de leitura realizadas pela equipe responsável pelo programa na biblioteca ou por educadores em escolas parceiras. É um esforço para que as pessoas conheçam previamente o escritor, artista ou grupo de contação de histórias convidado e também um pouco do tema da sua apresentação. Seu objetivo é informar o público SOBRE o que será tratado durante a realização dos eventos. Isso melhora a eficiência do programa como estimulo à leitura. Para poder realizar essas ações é imprescindível ter os livros indicados. Com eles, é possível fazer antes dos eventos programados, rodas de leitura de trechos, grupos de estudo, clubes de leitura, debates sobre a importância da narrativa a ser apresentada. Contribui para a preparação de público, o compartilhamento de notícias e outras informações sobre os convidados.
Necessidades técnicas
Quando necessário, a prefeitura e/ou a biblioteca deverá atender as necessidades técnicas dos convidados. Em geral são simples, como microfones, caixas de som, cabos, mesa, extensões e outros.
  Observação importante: as informações acima são gerais e podem ser alteradas para atender necessidades da edição de cada ano.
Objetivos do programa

Dar protagonismo às bibliotecas públicas, incentivar a mediação da leitura e propagação da literatura brasileira são importantes papéis da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. O programa Viagem Literária atua para cumprir esses objetivos desde que foi criado em 2008, oferecendo uma programação cultural qualificada e diversificada aos cidadãos das comunidades onde acontece. Anualmente dezenas de cidades paulistas são contempladas com uma programação que leva escritores, escritoras e contadores de histórias para conversar com públicos de todas as idades. Todos os eventos são gratuitos à população e devem ser realizados na biblioteca pública municipal.

Formato
O programa é realizado em módulos para atender públicos específicos: infantil, infantojuvenil e adulto. São encontros presenciais, gratuitos, realizados nas bibliotecas municipais, com duração entre 90 e 120 minutos, onde o escritor(a) convidado(a) fala sobre literatura, sua obra, seu método de trabalho e outros assuntos com a plateia. A participação do público é desejável e raramente esses encontros contam com mediadores locais. As cidades, datas, horários e o tempo para cumprir os roteiros são definidos pela SP Leituras, baseado em critérios técnicos. Em geral não são realizados eventos aos sábados e domingos. Cada convidado percorre um roteiro regional pré-definido que abrange  de 5 a 6 municípios. O percurso é cumprido em 5 ou 6 dias, podendo ser contínuo ou não.
Processo de seleção
A seleção de convidados é feita anualmente. A base é a pesquisa realizada com profissionais de bibliotecas que indicam autores preferidos pelos usuários. São acrescentadas informações coletadas no mercado literário, editorial e livreiro, na imprensa especializada e resultados de prêmios e concursos. Além da bibliografia, as resenhas publicadas, a repercussão dos lançamentos, o protagonismo do convidado na cena cultural, são aspectos considerados para a composição da lista inicial que é avaliada por profissionais experientes e validada pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. Como o programa é continuado, procura-se fazer uma mescla entre veteranos e talentos emergentes para cobrir as várias correntes literárias presentes na cena cultural brasileira e oferecer um panorama qualificado e diversificado da nossa cultura atual. A composição final de cada módulo surge das respostas positivas aos convites enviados e da disponibilidade de agenda dos convidados. Os selecionados serão informados e orientados sobre outros procedimentos por e-mail. A divulgação pública será realizada pelos sites abaixo: www.viagemliteraria.org.br www.spleituras.org.br www.siseb.sp.gov.brO formulário para envio de portfólios estará disponível em breve.
Contratação
Os convidados de cada módulo recebem o mesmo pró-labore para cumprir atividades definidas no seu roteiro de viagem.  O valor bruto é informado no convite aos selecionados. O pagamento é feito após a apresentação da documentação completa, término da viagem e envio do relatório sobre as atividades realizadas. Impostos são retidos de acordo com a legislação. Todos os convidados recebem previamente as orientações sobre a contratação, documentação necessária, roteiros de viagem, reservas de hotéis, contatos locais e outras informações para cumprir suas obrigações. As datas e horários são pré-estabelecidos pela organização de comum acordo com os gestores das bibliotecas e devem ser cumpridos integralmente. As viagens têm a cidade de São Paulo como ponto de partida e chegada, salvo casos excepcionais autorizados pela organização. Passagens aéreas são disponibilizadas apenas para convidados residentes em outros Estados. A organização oferece hospedagem e transporte em veículo com motorista durante a execução do programa. Despesas com taxis, traslados, alimentação e outras não são reembolsáveis.
Observação importante: as informações acima são gerais e podem ser alteradas para atender necessidades da edição de cada ano.
Objetivos do programa

Dar protagonismo às bibliotecas públicas, incentivar a mediação da leitura e propagação da literatura brasileira são importantes papéis da Secretaria da Cultura. O programa Viagem Literária atua para cumprir esses objetivos desde que foi criado em 2008, oferecendo uma programação cultural qualificada e diversificada aos cidadãos das comunidades onde acontece. Anualmente dezenas de cidades paulistas são contempladas com uma programação que leva escritores, escritoras e contadores de histórias para conversar com públicos de todas as idades. Todos os eventos são gratuitos à população e devem ser realizados na biblioteca pública municipal.

Formato

O programa é realizado em módulos para atender públicos específicos: infantil, infantojuvenil e adulto. O módulo de Contação de Histórias é dirigido prioritariamente ao público infantil e infantojuvenil. Os eventos são realizados na biblioteca e abertos à toda comunidade. Em geral, participam alunos do Ensino Fundamental I de escolas públicas e particulares, crianças atendidas organizações sociais, previamente agendadas pelos gestores da biblioteca. São atividades com duração entre 60 e 90 minutos, onde contadores ou grupos apresentam, interpretam e fazem leitura mediada de obras literárias próprias ou clássicas da literatura infantil. Cada convidado ou grupo percorre um roteiro regional pré-definido que abrange de 5 a 6  municípios, fazendo duas apresentações diárias, sendo uma na parte da manhã, e a outra, no período vespertino. O percurso é cumprido em 5 ou 6 dias, podendo ser contínuo ou não.

Processo de seleção

A seleção de convidados é feita entre contadores ou grupos de contadores de histórias que atendem ao convite para apresentar suas propostas, portfólios e referências para avaliação. Quando o processo é aberto, o convite é amplamente divulgado em sites e redes sociais vinculadas ao SisEB e por e-mail aos parceiros de outras edições e contratados em outras atividades similares realizadas pela SP Leituras. A base de portfólios de colaboradores que já prestaram serviços para a SP Leituras também é considerada no processo de seleção. Como o programa é continuado, procura-se fazer uma mescla entre veteranos e talentos emergentes para cobrir as várias correntes literárias presentes na cena cultural brasileira e oferecer um panorama qualificado e diversificado da nossa cultura atual. A composição final do módulo surge das respostas positivas aos convites enviados e da disponibilidade de agenda dos convidados. Os candidatos selecionados serão informados e orientados sobre outros procedimentos por e-mail. A divulgação pública dos contadores ou grupos selecionados será realizada pelos sites abaixo. www.viagemliteraria.org.br www.spleituras.org.br www.siseb.sp.gov.br

O formulário para envio de portfólios estará disponível em breve.

Contratação

O mesmo pró-labore é pago aos contadores que se apresentam individualmente, em dupla ou em grupo. O valor bruto é informado no convite aos selecionados. Impostos são retidos de acordo com a legislação. O pagamento é feito após a apresentação da documentação completa, término da viagem e envio do relatório sobre as atividades realizadas. Todos os convidados recebem previamente as orientações sobre a contratação, documentação necessária, roteiros de viagem, reservas de hotéis, contatos locais e outras informações para cumprir suas obrigações. As necessidades técnicas devem ser claramente informadas na proposta de trabalho. As datas e horários são pré-estabelecidos pela organização de comum acordo com os gestores das bibliotecas e devem ser cumpridos integralmente. As viagens têm a cidade de São Paulo como ponto de partida e chegada, salvo casos excepcionais autorizados pela SP Leituras. A organização oferece hospedagem e transporte em veículo com motorista durante a execução do programa. No caso de grupos, a hospedagem é compartilhada em apartamentos duplos ou triplos, salvo casos especiais aprovados pela SP Leituras. Passagens aéreas e rodoviárias (interestaduais ou intermunicipais), despesas com taxis, traslados, alimentação e outras não serão pagas ou reembolsadas pela SP Leituras.

Observação importante: as informações acima são gerais e podem ser alteradas para atender necessidades da edição de cada ano